Quando as baratas saem às compras

Joãozinho estava digitando sua senha do cartão para pagar suas compras no Extra quando chegou uma funcionária carregando uma prancheta para falar com a caixa.

- Oh, Aninha, tem algum problema com o caixa 22?
- Só a esteira dois que está com um buraco, por onde caem os saquinhos de suco.
- Só o buraco na esteira dois de problema?
- É, bem... tem as baratas...
- Mas os problemas com as baratas eu não posso por aqui na prancheta.

- Por que vocês estão tendo problemas com baratas?, perguntou Joãozinho entrando na conversa.
- Ah... temos com baratinha, respondeu a caixa mostrando o tamanho das baratas com os dedos.

E continuou a falar sem mudar sua expressão.

- Mas o problema mesmo são as baratonas que resolveram aparecer. Outro dia mesmo tinha um cliente falando no celular e a barata voou bem no olho dele.

Baratas não são um bom indício. Principalmente em um local onde se comercializa alimentos. Agora, o curioso é por que diabos o problema com as baratas não pode ser colocado na prancheta? Será que não é para ser resolvido?

6 comentários:

Danuza Falabella disse...

o problema com as baratas é para por debaixo do tapete ao invés da prancheta, pelo visto. A Valdira - sua e minha faxineira - se não me engano, já trabalhou em supermercado e tem histórias das quais nunca deveríamos saber. (trabalhou em motel tb hahahahhaha)

Eduardo César disse...

Não sabia Danny. Acho que vou pedir para a Valdira me contar umas histórias...

Fernando Grilo disse...

Esse Extra é o pior supermercado do mundo. Eles podiam pelo menos usar a prancheta para bater nas baratas...

Eduardo César disse...

Boa Fernando. Usar efetivamente a prancheta já seria um bom começo.

redatozim disse...

Por que eles não vendem as baratas?

Eduardo César disse...

Pô Maurilo... vai ver até pensaram nisso. Mas deve estar difícil pegá-las.