Pão, pão, verde, verde

Uma amiga minha trabalha na Vivo, na Savassi, e em frente tem uma lanchonete sempre muito frequentada. Todo mundo da empresa fazia uma boquinha lá no meio do expediente. Um dia, ela resolveu pedir o misto quente de sempre, mas ele veio um pouco diferente. E o diálogo que se seguiu foi mais ou menos assim:

- Moça, este misto eu não quero não. O pão está verde.
- Pode ficar tranquila, dona. Não é bolor não. É apenas a tinta do plástico que saiu no pão. Pode comer.
- Obrigada, mas eu não quero mesmo não. Está verde...
- Mas não é mofo! É só a tinta.
- Eu vou devolver assim mesmo e ficar só no suco.

Indignada, a dona da lanchonete - e não a minha amiga - encerrou o assunto:

- Você tem é sorte que foi o fulano que fez o misto. Se tivesse sido eu, teria colocado esse lado do pão virado para dentro do sanduíche e você nem ia perceber.

A lanchonete perdeu uma boa quantidade de frequeses Vivos (em todos os sentidos) depois dessa.

5 comentários:

Duane disse...

Nossa que horror!! lembrei-me de um dia que eu e meu noivo fomos em um curso na Bovespa, centrão de São Paulo e na hora do almoço fomos almoçar por lá perto mesmo..uma lanchonetizinha simples, porém cheias de pessoas de terno e mulheres de salto alto, pensamos..deve ser bom neh!
cada um pediu seu prato e de acompanhamento veio uma salada de alface murcha e tomate, eu disse "eu nao vou querer isso! eles devem colocar de volta de quem não come!"
E não é que eu estava certa! Logo na mesa do lado, vimos o garçom pegar a salada que a pessoa não comeu e colocar de volta no balcao para servir para outras pessoas!!! Quando olhei, o Hugo estava empurrando o prato..."eu não quero mais" rsrsrs...coisas da vida!!

APPedrosa disse...

Ela devia ter respondido: você é que tem sorte em falar isso comigo e não com alguém da vigilância sanitária. Que cara de pau! E imagina quanta porcaria a gente come por aí! Ops, melhor não imaginar.

Liene Maciel disse...

Du, vou tomar a liberdade de postar sua história na página do blog. Argh, ela é péssimamente boa. rs...

Liene Maciel disse...

Aninha, pra gente que tá sempre comendo na rua, é melhor nem pensar muito que pira!

Danuza Falabella disse...

vigilancinha sanitária djá..eles tem um numero pra denuncia..avisa sua amiga. Gente assim tem mais é que se ferrar. Brincar com a saúde dos outros é horrível.