A lista eterna - ou, consuma a partir dos 2

A única lista que faço todo começo de ano é a dos livros que quero ler nos próximos 365 dias. Ela cresce ao longo dos meses, nunca consigo terminá-la, mas sempre é um misto de prazer e angústia saber que ela é infinita.

Como consequência desta paixão, dar livros sempre foi um dos meus presentes favoritos. E tenho até que tomar cuidado para não dá-los a quem não vai se interessar... Agora que na minha lista de 'presenteáveis' começaram a pipocar crianças, o site Educar para Crescer resolveu me dar uma ajuda.

Especialistas em educação elaboraram uma lista dos 204 livros considerados essenciais para crianças e jovens dos 2 (isso mesmo 2) aos 18 anos. Um por mês. Sei que listas assim são sempre controversas, gosto é gosto etc e tal. Mas ao mesmo tempo, clássicos são clássicos e eu não saberia qual a melhor idade para dar Frankstein, de Mary Shelley, para minha sobrinha (indicado para os 13 anos).

Ou, para vir para a realidade - já que ela tem 3 aninhos - que livro dar para ela no próximo aniversário (hora de conhecer Ficts, de Ziraldo, ou Amanhecer na Roça, do autor mineiro Ronaldo Simões Coelho, segundo o site).

Para quem quiser conferir, é só clicar aqui.

2 comentários:

Lu Olhosde Mar disse...

este ano eu quero terminar o meu montinho de livros q me esperam na cabeceira.. estou acabando o 'a menina que roubava livros' e depois tem casa grande senzala me esperando... quero comprar rubem alves 'ostra feliz nao faz perola'...vamos ver... amo, amo ler! bjo! feliz 2010

Liene Maciel disse...

Lu, eu acabei de ler a Viagem de Theo (recomendo demais) e está na minha cabeceira uma lista também me esperando: Estratégia do Oceano Azul, Mulheres que correm como lobos, entre outros...