Que não seja em vão

Sacrificio, um esforço estraordinário, voluntário ou não, em prol de um ideal. Seja para acalmar a ira dos Deuses, ou para conseguir uma graça, ele é um dos artifícios ainda usados com sucesso para a conquista de um objetivo. Embora pareça cruel para as vítimas, ele geralmente visa o bem coletivo.

Usado como justicativa para guerras, é quase sempre invocado em momentos de crise. Quando produz resultados satisfatórios, eterniza o esforço daqueles que deram o sangue por seu ideal. Mas quando não é suficiente, ficam os lamentos de que algo poderia ter sido diferente.

4 comentários:

danfalabella disse...

Nó Edu..adorei este post e saquei a mensagem....que não seja em vão.

Eduardo César disse...

Pois é Dany, ficarei na torcida.

Helena disse...

Há de haver uma recompensa, Edu. Tenho certeza que vcs merecem. Fico na torcida. Bjs

Eduardo César disse...

Obrigado Helena.