Vá explicar.

Recentemente na Turquia, nosso presidente disse que aqui no Brasil, comerciante que vai de porta em porta é chamado de "turco". Os turcos de verdade não acharam a menor graça na história. Usar expressões como essa, que remetem a estereótipos de um determinado grupo, é sempre um risco. Principalmente quando se está a trabalho.

Joãozinho estava participando de uma discussão acalorada sobre a implantação de um novo projeto, quando um dos integrantes apresentou uma proposta um pouco mirabolante. Imediatamente após a apresentação, ouviu-se do outro lado da mesa:

- Isto parece coisa de português

Nada de mais, se não fosse pelo fato de que, não só quem apresentou a proposta nasceu em terras lusitanas, como 2/3 dos presentes também vieram de Portugal.

Depois de eternos 30 segundos, o silêncio foi interrompido por uma voz com um forte sotaque lusitano:

- Como assim? Não compreendi.

4 comentários:

redatozim disse...

Ah, vai, isso é piada de português.

Eduardo César disse...

Infelizmente não foi uma piada. Não me lembro as palavras exatas que o português falou, mas o sentido era esse que foi escrito. Pelo menos, a situação foi contornada sem, é claro, a devida explicação sobre a expressão.

danny falabella disse...

eu fiquei constrangida em situação similar. Mas não fui eu a autora da pérola mas sim um casal de brasileiros que estavam viajando conosco (nos conhecemos na viagem). Eles soltaram uma desta perto do casal de portugueses que por sinal viraram nossos amigos e estavam na mesma viagem pela europa..eu tive vergonha pelos brasileiros.

Eduardo César disse...

Estou percebendo que este tipo de fora é mais comum que eu imaginava.