Relacionamento

Muitas empresas pregam a importância do atendimento personalizado aos clientes. Mas são raras as que conseguem se relacionar intimamente com eles. E, muitas vezes, graças à iniciativa de bons funcionários.

Quem já preencheu algum cadastro em lojas ou em sites e recebeu alguma oferta realmente feita pra você? Ofertas como as dos sites de comercio eletrônico, que indicam outros produtos comprados por pessoas que compraram o mesmo objeto que você, não contam. Nem as malas-diretas com seu nome em negrito em uma fonte diferente do restante do texto.

Joãozinho costumava tomar um capuccino italiano com sua mulher, na Travessa, depois do almoço. Isso se transformou em um hábito até que eles resolveram almoçar mais em casa do que em restaurantes. Um ano se passou até que voltaram ao estabelecimento. Quando chegaram, não só foram reconhecidos como a balconista já foi logo preparando a bebida de sempre sem que eles pedissem. E quando foram pagar a conta, a caixa perguntou: " Há quanto tempo? Por que vocês sumiram?"

Nem Joãozinho nem sua mulher preencheram algum cadastro na Travessa. Eles só haviam trocados boas-tardes e obrigados com as funcionárias até então. Mas, mesmo com toda a atenção que receberam, não sairam de lá satifeitos. Na verdade, ganharam um peso na consciência por terem se ausentados por tanto tempo.

4 comentários:

Liene Maciel disse...

Nada como um café bem feito. Em todos os sentidos.

Rubens disse...

Me lembrei da história do dono do velho armazém que anotava a conta dos clientes a lápis numa das paredes do estabelecimento. Um dia, decidiu que estava na hora de dar um trato na pintura já desbotada. Desavisado, o pintor mandou uma demão sobre a parede com as contas. O velho comerciante não hesitou e perguntou a cada cliente o que tinham comprado. Fizeram o acerto conforme a palavra dos clientes. De fato, ele tinha na memória de bom comerciante o inventário de tudo o que havia vendido para cada freguês, mas para manter o bom relacionamento achou melhor confiar no fio do bigode. Bons tempos que não voltam mais e que database nenhum consegue replicar.

Eduardo César disse...

Oh. Café, almoço e jantar.

Eduardo César disse...

É, os bons tempos não voltam. Ainda bem que ainda há pessoas que continuam tentando melhorar o presente.