A marca do meu carro

Desde a força da personalidade de Henry Ford (que marca até hoje carros com sua assinatura), até as hélices de um avião da Bayerisische Motoren Werk (que hoje repousa apenas nas latarias de carros que voam com a abreviatura de seu nome: BMW), a marca estampada no veículo não só atesta sua qualidade, como também revela um pouco de sua trajetória.

Como a marca da Audi, que representa a união de quatro marcas de veículos alemãs.
Você pode ler outras histórias sobre as marcas da indústria automobilística no site neatorama.


2 comentários:

RAFAEL PORTUGAL disse...

E a Auto Union pode voltar, através de uma maior participação da VW na Porsche (que esteve pra comprar mais da VW): http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/188308_p.shtml

Interessante ver que a tipologia da Audi hoje é inspirada no passado.

A Cadillac ainda merecia ter a coroa. Cadillac é Cadillac, continuam lindos.

Tomara que a GM não mate a Buick, como já matou a Oldsmobile e vai matar a Pontiac.

A inspiração da marca da BMW é demais, de uma percepção incrível. Deveriam revitalizar o avião para alguma série especial da M3, por exemplo.


Falando em percepção, sempre tive dificuldade de ler o F na marca da Ford. Sempre achei mais parecido com um L maiúsculo que aprendíamos nas aulas de ortografia. Na marca de 1909 então é fácil de ver um L.

Engraçado ver que os japoneses, que geralmente respeitam muito suas tradições, mudaram radicamente a marca da Mazda.

E é curiosa a apropriação que a francesa Renault faz do leão, que é um símbolo muito ligado aos ingleses, à realeza.

A FIAT melhorou muito se inspirando no passado.

E a VW ainda é das mais feias!

Foi mal pelo longo comentário. Carros são uma paixão, assim como logos.

Eduardo César disse...

Tamanho não é documento Rafael. O que importa é a quantidade de informações. Mesmo sendo anterior a 1932, a tipologia da Audi continua atual. Também gosto muita da marca da BMW, simples e diz muito. Quanto aos japoneses da Mazda, eles mudaram radicalmente a marca cinco vezes. Axho que os japoneses da Mazda são menos tradicionais do que os outros.
Acho que você se referia ao leão da Peugeot e não da Renault. O leão não me remete só aos ingleses. Na verdade, a Europa é cheia de representações de leão. Se não me engano, o simbolo da Holanda também é um leão.