Gripe. O porquinho pode ser você.

Entra inverno, sai inverno e não havia nenhuma novidade no quesito saúde: gripes, resfriados, pneumonias, bronquites. O mesmo diagnóstico e os mesmos pronto-atendimentos lotados. Sempre.

Aí, este ano, um porquinho ficou gripado em algum lugar do mundo e conseguiu passar o vírus para um humano. O vírus sofreu mutações (antes ou depois de chegar no humano, não sei) e começou a se espalhar assustadoramente pelo mundo.

A epidemia poderia ser ter sido controlada se as pessoas fizessem duas coisas simples: usassem lenço de papel ao espirar ou tossir e lavassem as mãos. É a chamada etiqueta da tosse (se não tiver lenço de papel na hora, tussa ou espirre no manga da camisa).

Para quem não acredita na força da higiene, o vídeo abaixo pode ajudar a não virar um porquinho:

video

Um comentário:

danny falabella disse...

se a gente escutasse nossas mães, estaríamos num mundo melhor...ou pelo menos mais limpinho...