Mataram o tempo

12h30 - a vítima se levantava da mesa para almoçar quando foi atingida por um PIT relâmpago. Com toda frieza e sem verba, o atendimento disparou o trabalho. Sem direito a defesa, o anúncio deveria ir para aprovação em menos de duas horas. Não havia escolha. Na manhã seguinte, o resultado do crime estava estampado em meia página de jornal.

6 comentários:

danny falabella disse...

hehe não teve tanta sorte quando o mal brifado que o maurilo pos no blog dele (e tb se encontra no piores briefings do mundo)..meus pêsames.

redatozim disse...

E as vítimas, como sempre, são os leitores, pobrezinhos.

Eduardo César disse...

Definitavamente, sorte é uma coisa que não existe Danny (pelo menos nestas situações).

Eduardo César disse...

Não só os leitores, os autores também são vítimas.

APPedrosa disse...

pensando no "outro lado": pobre do repórter que trabalhou o dia inteiro e no final ouviu "fulano, vai virar uma nota (ou pior, a matéria caiu) porque entrou um anúncio..." Como eu odeio ouvir isso!

Eduardo César disse...

Pelo que estou vendo, são mais vítimas do que eu imaginava.