Me engana que eu gosto

Estava abastecendo meu carro num posto de gasolina quando chegou uma promotora do jornal O Tempo.

- Você aceitaria um jornal de graça?
- Claro.
Depois de me entregar um exemplar do dia a mocinha saiu e pouco depois voltou segurando um carro em miniatura daquelas promoções de juntar cupons.
- Você gostaria de ganhar mais este brinde? Basta apenas me entregar o seu cartão de crédito. Ele é Master ou Visa?
- Espera aí. Como assim entregar o cartão? Você quer que eu faça uma assinatura, não é isso?
- Não, senhor. No Tempo, nós não trabalhamos com assinaturas e sim com um programa de incentivo à leitura. Você gosta de ler todo os dias?

Foram dez segundos de silêncio para entender o significado daquelas palavras antes de uma explosão de gargalhada.
- Desculpe, moça. Mas essa é muito boa. Obrigado, não estou interessado no programa de incentivo à leitura, não.

2 comentários:

danny falabella disse...

cara de pau dos infernos...

Eduardo César disse...

Que isso, Danny? Eu achei muito divertido.