Coragem pra dizer a verdade.


Eu gostaria de ver a cara do cliente ao ser apresentado à peça. Na verdade, me contentaria em ver a cara da atendimento ao vê-la. Pena que eu não trabalhe na McCann Ericksons de Praga. Quem sabe um dia. (Peça retirada do I  believe in advertising)

4 comentários:

redatozim disse...

fariam caras de bunda, óbvio.

Eduardo César disse...

Bem pontuado, Maurilo.

danny falabella disse...

Maurilo é fino...eu diria que ficariam com cara de c...hehehe

super bacana e dá uma inveja de quem criou e conseguiu aprovar!

Eduardo César disse...

É verdade, nesta peça os méritos devem ser divididos meio-a-meio.