Acredite quem quiser

As informações se propagam cada vez mais rápido e em maior quantidade. Mesmo quem está acostumado a trabalhar com um grande volume corre o risco de ser atropelado por elas.

Pela quantidade e pela velocidade com a qual a informação percorre todos os cantos, fica cada vez mais difícil checar sua veracidade ou relevância. Ela é consumida, repassada e depois, quem sabe, verifica-se as consequências. Hoje, qualquer um com uma "certa" credibilidade consegue seu palco para propagar sua mensagem. Seja uma ex-namorada querendo vingança por ter sido preterida, seja uma empresa querendo divulgar seu produto.

Era difícil de se imaginar que aquilo iria ganhar tamanha proporção. Com pouca verba, foi decidido que a divulgação do filme seria feita por ações de guerrilha inspiradas nas cinco histórias do filme. Numa delas, uma noiva abandonada ercorreria as ruas da cidade de véu e grinalda, distribuindo panfletos que contavam sua triste história, e se oferecendo para se encontrar com os homens que passavam por seu caminho. Para tanto, bastava entrar no blog da noiva e se cadastrar.

Alguns desconfiaram, pessoas acertaram que aquilo se tratava de uma ação de marketing. Mas muitas acreditaram. Algumas ofereceram ajuda, outras tentaram marcar um encontro com a noiva desesperada. Mas só um conseguiu tal proeza, na verdade uma. Quem conseguiu a façanha foi a apresentadora de TV Márcia Goldschmidt que por motivos óbvios fez uma entrevista e divulgou toda história.


Entrevista com a noiva abandonada.

E a revelação de que se tratava de uma ação para a divulgação de um filme foi feita no próprio blog da noiva.